Menu

domingo, 4 de março de 2012

Vivendo e Aprendendo

Engraçado, antes de começar a postar me lembrei muito de um filme: “Como Perder um Homem em 10 Dias”, quando ela faz todo um trabalho de “campo” para escrever uma matéria para a revista que trabalha, isso tudo só para conseguir reconhecimento da sua chefe e poder escrever sobre o que ela mais gosta que é política, mas no fim de tudo ouve a pérola “você pode escrever sobre qualquer coisa, relacionamento, beleza, namoro, dietas, produtos novos de beleza, menos sobre política e economia.
Me senti assim quando acabei um texto sobre a atual política do nosso idolatrado país e ouvi a mesma coisa mas em termos diferentes: “Não sabia que seu blog era sobre política”. Mas sobre o que é mesmo o meu blog? Será que o olhar do estrangeiro não tem visão política? Será que não posso, ou não consigo ter um olhar diferente sobre as mesmas falcatruas de sempre? Talvez conseguisse expor uma nova visão sobre a mesmice de sempre, mas morri na praia.
Vamos lá, a vida continua...
Acho que eu estou envelhecendo rápido demais, mas luto para que cada dia valha a pena. Hoje percebo que não tenho mais forças para realizar todas as minhas ideias, mas não me considero uma derrotada. Sofro quedas irreparáveis, mas não costumo ficar olhando para o chão. Se hoje o sol não brilhou, então me banharei na chuva. Sofro injustiças, mas jamais serei vítima. Talvez com o tempo eu perceba que cometi grandes erros, mas não desistirei de continuar trilhando meu caminho. Fico triste muitas vezes quando percebo que não consigo seguir o ritmo da música, mas não me importo, brinco com a música e faço com que ela siga o compasso dos meus passos.
Inúmeras vezes não consigo enxergar o arco-íris, mas aprendi a desenhar um (rsrsrs). Não consigo aprender todas as lições necessárias (e não vou aprender), mas sei que absorvi o essencial. Hoje não tenho motivos para grandes comemorações, mas me alegro com pequenas conquistas.
Sei que mesmo com intocáveis dúvidas, sou capaz de construir grandes momentos. Só preciso me convencer disso.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir