Menu

sábado, 27 de dezembro de 2014

Resenha - O Enigma da Borboleta


"(...)De todas,é a parte do "para sempre" que mais me assusta. A eternidade da morte. Sinto-me oscilando entre dois mundos - carne e ar, osso e pó.(...)"


Aqui estou de novo. E hoje o livro do dia é O Enigma da Borboleta, da Kate Ellison.
Comprei ano passado. Fazia um tempo que estava na estante e um tempo maior ainda que não lia algo do gênero.
Então, porque não dar uma chance para ele?
Vou ser bem sincera: só peguei no tranco. Demorei muitas semana para acaba-lo - mais do que o normal.
O meu problema foi com a personagem principal, Penelope (ou como gosta de ser chamada, Lo).
Lo é uma adolescente de 15 anos que está no ensino médio e que podemos chamar de "estranha". É uma garota nada popular e ainda sofre de TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo).
Apesar de achar bem interessante a proposta da autora de diferenciar um pouco do casual, não consegui me "comunicar" com a personagem. Suas obsessões cada vez me deixava mais irritava e não conseguia continuar a leitura.
Desde pequena ela tinha problema, mas após a morte de seu irmão, Oren, as coisas só pioraram. Ela adora colecionar bibelôs, mesmo que tenha que roubá-los. E num desses resgates ela encontra uma borboleta que pode colocá-la em perigo.
Acho que a leitura só melhorou quando aparece Flynt, um jovem morador de rua que transforma lixo em arte. Diferente do que li em alguns blogs, ele me conquistou e consegui avançar na leitura.
Como já disse, o livro todo é Lo e suas obsessões, e isso me deixou irritada até parte do livro. Mas depois de um tempo lendo você vai se acostumando com elas e quase não percebe mais.
O interessante é que a autora conseguiu passar muito bem a ideia do medo que se passa nas ruas e do quanto as autoridades podem ser "incompetentes".
Depois de ler vários policiais ótimos começa a ficar difícil algo te impressionar. E essa foi quase uma missão impossível. Não sei se leria de novo, pela raiva que passei!, mas posso dizer, com certeza absoluta, que o final surpreende muito.
Para quem quer tentar algo novo e diferente essa é uma boa recomendação.
spero que tenham gostado e boa leitura!
Carol!!

10 comentários:

  1. Olá
    Gosto de personagens assim, cheios de defeitos, são as que mais me conquistam, para minha passa uma naturalidade para o livro. Mas quando a gente se irrita com o personagem a leitura fica insuportável, parabéns pela persistência.
    Abraço

    http://chacomresenha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre é bom ver personagens assim, diferenciados... Mas essa me irritou muito, consegui continuar por outros motivos e por que não gosto de parar um livro no meio, mesmo sendo ruim. Obrigada pela visita!!!

      Excluir
  2. Gostei da resenha,sou muito fã de personagens "estranhos" kkkk então acho que vou gostar de ler :)
    Beijos e sucesso!!
    www.littlewonderscrm.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, fico feliz. Se você gosta e tem paciência, rsrs, então boa leitura. Obrigada!

      Excluir
  3. OIIIII

    Adorei a resenha e espero conseguir incluir ele em minha próxima lista de compras literárias rs Abraços


    lumenseries.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!
      Que bom que gostou e leia sim, vale a pena.
      Obrigada!

      Excluir
  4. Olá, tudo bem?
    Hoje eu vim aqui no seu cantinho, desejar a você um Feliz ano novo, que o 2015 seja melhor que 2014. E que o nosso blogs, sempre cresça cada vez mais! Que Deus também esteja iluminando nosso caminhos, também.
    Acabei te indicando numa tag bem legal lá no blog, e vou ficar muito feliz saber a sua opinião em relação a tag viu! Um beijo.
    http://alemdaminhaestante.blogspot.com.br/2015/01/tag-liebster-award.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também desejo um ótimo ano novo para você e seu blog. Fico muito feliz que você tenha nos indicados para a Tag, mas já respondemos ela, mas irei passar no seu cantinho e dar uma olhada nela. Obrigada e um beijo!!

      Excluir
  5. Quando li o título do livro, logo associei ao filme "O Mistério da Libélula", que é ótimo, mas após ver a sinopse percebi que as coincidências param logo por aí... Uma história não tem absolutamente nada a ver com a outra!

    Apesar de você, pelo visto, não ter curtido muito, fiquei interessada em conhecer mais sobre essa história. Acho personagens com TOC interessantes, e quem sabe eu não me surpreenda?!.. Fora que a capa com borboletas vermelhas me chamou a atenção... >_<

    Um ano repleto de muitas alegrias e sucesso, Carolina!
    Beijinhos! <3
    http://www.jeguesblog.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, um não tem nada haver com o outro.
      Apesar de ter me irritado um pouco com ele, sempre recomendo, pois é uma história diferente do que estamos acostumados, e sempre podemos nos interessar. A capa é mesmo muito linda.
      Então só digo uma coisa, leia. Talvez você goste.
      Muito obrigada e para você também.
      Beijos!!

      Excluir