Menu

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Resenha - Para Onde Ela Foi



“Fiz a coisa certa. Sei disso agora. Sempre soube, mas parece tão difícil enxergar atrás da minha raiva. E tudo bem se ela tiver raiva. Tudo bem, até, se ela me odeia. E foi egoísta o que eu pedi que ela fizesse, mesmo que terminasse sendo a coisa menos egoísta que eu já fiz. A coisa menos egoísta que eu tenho de continuar fazendo. Mas eu faria de novo. Faria aquela promessa milhares de vezes e a perderia milhares de vezes para tê-la ouvido tocar a noite passada ou vê-la esta manhã à luz do sol. Ou mesmo sem isso. Só para saber que ela estava em algum lugar aí fora. Viva.”

Essa resenha tem spoiler do primeiro livro, Se Eu Ficar.

Depois de ter devorado o primeiro livro, Se Eu Ficar (Novo Conceito), não pensei duas vezes para começar esse.
Ele se passa três anos depois do acontecimento trágico. Mas agora temos como narrador o Adam, seu ex-namorado.
Esse livro já é bem diferente do primeiro. Naquele, o foco foi na tragédia, nas memórias e no quanto o amor pode fazer, mesmo nas horas mais difíceis.
Esse mostra como se "seguiu" a vida dos dois, e é mais focado no romance. Ele acaba sendo mais comum. Nele, já não vemos mais aquele Adam preocupado, educado e interessante. Na minha opinião, mesmo sabendo por tudo que ele passou, odiei o "novo" Adam. Ele tá muito chato, virou uma estrela do rock super famoso, com turnês pelo mundo todo. Mas junto com isso veio a depressão e a agressividade.
Vocês devem estar se perguntando: "E por onde anda Mia?" Até, mais ou menos, metade do livro, não sabemos muito o que aconteceu com ela.
Mesmo assim, a história permanece relativamente triste, muito perto do que aconteceria na vida real. E isso é o mais brilhante. O jeito como a Gayle Forman escreve é esplêndido.
Mas continuo preferindo o primeiro livro. Ele é mais dramático e mais bonito (e triste, obviamente).
Só teve uma única coisa que não gostei no livro ao todo. Título e sinopse. São spoilers para tudo que é lado. Quando comprei ele não tinha lido o primeiro, e sem ler, já imaginava o que tinha acontecido só pelo título - mas havia algumas outras possibilidades para o enredo. Mas aí chega a sinopse e "vai tudo pro ralo".
Quando comprei e vi o nome, pedi para minha mãe ler antes a sinopse para me falar se tinha ou não spoiler. E a resposta foi óbvia: sim, LOTADO. E isso não é uma coisa legal.
Vai ter filme? Talvez. Quero que tenha? Sim. Mas com uma condição: mesmo elenco.

É isso. Até a próxima e boa leitura!
Carol!!!

4 comentários:

  1. Eu li o começo de Para onde ela foi (que vem junto com Se eu ficar) e tinha achado bem interessante, justamente pela narração do Adam ser mais agressiva. Achei a Mia um pouco sem personalidade, então é interessante ver com outros olhos como as coisas acontecem.
    Gostei da resenha!
    Marília - http://plzsiriwantsomemore.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, eu até gostei que o livro foi narrado por ele, por que é o que você disse: ver com outros olhos. O que não gostei mesmo foi como o personagem ficou depois de tudo. Mas é o natural, então eu entendo. Só não gostei mesmo.
      E a respeito da Mia, não acho ela sem personalidade. Pelo contrário, acho ela com muita personalidade, rsrs.
      Para vermos como é interessante a opinião de cada um! ;)
      Obrigada!

      Excluir
  2. Seu blog é super fofo, e sua resenha me ajudou muito, estava em duvida se lia ou não rs, mas, agora me decidi graças a sua resenha continue com esse trabalho incrível e se puder dê uma olhada no meu blog: magicidris.blogspot.com.br
    Ganhou uma seguidora, abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz com isso. Ele serve exatamente para isso... Que bom, rsrsrs. Muito obrigada mesmo. Já dei uma olhada no seu blog e já foi comentada. ;)
      Obrigada de novo pelo comentário!

      Excluir