Menu

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Eu Sei o Que Você Está Pensando


"- Dê um exemplo.
- Eu poderia dar cem. O conflito mais simples é o que existe entre o modo como nos vemos e o modo como vemos os outros. Por exemplo, se estivéssemos discutindo e você gritasse comigo, eu acreditaria que a causa do grito era sua incapacidade de controlar seu temperamento. Mas, se eu gritasse com você, não pensaria que a causa do problema era meu temperamento, e sim a sua provocação. Ou seja, meu grito seria uma reação adequada a algo que você tivesse feito."

Capa linda, história boa. Mais um detetive na minha lista!
"Eu Sei o Que Você Está Pensando", de John Verdon, Editora Arqueiro, foi mais um "daqueles" livros que devorei em algumas horas, simples assim!
Quando recebe uma carta desafiando-o a pensar em um número de um a mil e orientando-o a abrir um envelope que contém o número que ele escolheu, Mark Mellery fica apavorado. Como alguém poderia saber em que número ele pensaria? Quem seria o remetente misterioso que o conhecia tão profundamente?
Intrigado com o enigma e preocupado com o tom de ameaça da correspondência que passa a receber nas semanas seguintes, Mark decide recorrer a um amigo que não vê há anos, o famoso detetive de homicídios do Departamento de Polícia de Nova York, David Gurney.
Depois de uma carreira de sucesso, em que desvendou importantes casos de assassinatos em série, David se aposentou e acaba de se mudar com a esposa para o interior do estado, na tentativa de salvar seu casamento e construir uma vida nova. Mas, com a curiosidade atiçada pelo mistério apresentado pelo amigo, o detetive se vê novamente às voltas com seu maior vício: a investigação.
Quando a situação foge ao controle, dando origem a uma onda de assassinatos brutais, David é contratado como consultor da promotoria. Com sua lógica perfeita e sua clareza cristalina, ele descarta uma hipótese após outra - hipnose, percepção extrassensorial - e faz deduções que deixam a polícia local espantada.
Mesmo assim, o detetive parece longe de vencer seu opositor, um criminoso sofisticado e doentio, que se comunica por meio de poemas e que, até onde se sabe, é capaz de ler a mente de suas vítimas.
Enquanto busca decifrar o enigma e estabelecer um padrão que possa ajudá-lo a deter o assassino, David tem que enfrentar seus próprios fantasmas, se reconciliar com o passado e se preparar para ficar cara a cara com seu adversário.

"Verdon controla o ritmo da narrativa, conta a história de um casamento profundo mas problemático, analisa o que significa ser consumido pelo trabalho mesmo que isso possa matá-lo e exige que o leitor use o cérebro para imaginar o que vem a seguir."  (Salon)


A história é bem legal, cheio de enigmas e charadas. A importância da esposa é imprescindível na vida do detetive, a minha única preocupação é com as sinopses de alguns livros feitos pelas Editoras, e nesse a Arqueiro pisou na bola: a sinopse da capa do livro TEM SPOILER!!! Acredite se quiser. Quando comprei, fiquei esperando os acontecimentos logo de cara, e o que diz ali só vai acontecer do meio para o final da história, o que é uma baita sacanagem.
As Editoras deveriam ficar mais atentas a isso, #ficaadicaarqueiro
Mas, no geral, um bom livro de se ler!

Cláudia Trigo

6 comentários:

  1. Adorei sua resenha, adoro livros que envolvem mistérios, esse parece ser um prato cheio, com certeza já entrou na minha lista. Obrigado pela dica!
    http://estantedoluiz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiz.
      É um livro que realmente me surpreendeu. O autor tem mais três livros lançados e já comprei o próximo: "Feche bem os olhos". Logo mais teremos essa resenha também. Quando você conseguir ler um desses passe aqui para contar para a gente.
      Abraço.

      Excluir
  2. Adorei, parece ser interessante esse livro =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Livro muito bom, mas já ouvi falar que os outros dois dele: "Feche bem os olhos" e "Não brinque com fogo" são melhores ainda. Estou na expectativa para lê-los.

      Excluir
  3. Eu li o terceiro volume da série, o "Não brinque com fogo" e gostei bastante. Estou muito curiosa para ler esse tbm, mas ainda depois da sua resenha.. espero gostar! :)
    Bjão flor!!!

    https://ondevivemashistorias.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jéssica. Também estou muito a fim de ler os outros dois dele. Já ouvi falar muito bem deles. "Eu sei o que você está pensando" foi uma grata surpresa, é um livro que valeu cada hora de sono perdida!
      Bjos.

      Excluir