Menu

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Escuridão Total Sem Estrelas - Você Desafiaria A Escuridão?


"Henry diz que estava ótimo, e com profundo receio, observei os dois andarem pela estrada, de mãos dadas. Ele guardava um terrível segredo, e segredos terríveis pesam. Querer dividi-los com alguém é a coisa mais natural no mundo. E ele amava aquela menina (ou pensava que amava, o que dá no mesmo quando se está com quase 15 anos). Para piorar, ele tinha que contar uma mentira, e ela podia perceber tudo. Dizem que o amor é cego, mas este é um axioma tolo. Às vezes, quem ama vê até demais."

Bom, Stephen King não precisa de apresentações. Ponto! Ele é o cara. Não há como defini-lo, só reverencia-lo sem pudor.
Em "Escuridão Total Sem Estrelas", Editora Suma de Letras, ele se superou, pode crer!
São quatro contos estilo King (1922, Gigante do Volante, Extensão Justa e Um bom casamento).
No primeiro conto, 1922, o agricultor Wilfred e o filho, Hank, precisam decidir do que é mais fácil abrir mão: das terras da família ou da esposa e mãe. Na minha opinião, foi o que menos me impressionou. Na verdade, acabei me arrastando um pouco nele.
No Gigante do Volante, Tess, uma autora de livros de mistério, é estuprada por um estranho e deixada à beira da morte. Quando retoma a consciência, elabora uma vingança que vai deixá-la cara a cara com um lado desconhecido de si mesmo. Esse conto é bárbaro, e mostra uma realidade que muitas vezes não conhecemos em nosso próprio EU. Vale uma boa análise.
Em Extensão Justa, Dave Streeter tem um câncer e faz um pacto com um estranho vendedor. Mas será que para salvar a própria vida vale a pena destruir a de outra pessoa? É uma possibilidade para se pensar, e pensar MUITO bem! É outro conto a la King!
Em Um Bom Casamento, uma caixa na garagem pode dizer mais a Darcy Anderson sobre seu marido do que os vinte anos que eles passaram juntos. Esse é sem dúvidas, o meu preferido. Ele é, simplesmente, GENIAL!!!! Enigmático, monstruoso, inebriante, e por aí vai.
Eu AMO e tenho MEDO da mente meticulosa, estratégica, genial de Stephen King.
No Posfácio, King faz um retrospecto de sua jornada e explica e assimila cada conto.
Quanto à capa, sem palavras. É uma das MAIS bonitas que tenho, e todos os componentes do livro são leais à história e seu título. Faz jus a cada centavo gasto com ele.

"Tudo bem, acho que já ficamos aqui embaixo na escuridão por muito tempo. Há todo um outro mundo lá em cima. Pegue minha mão, fiel leitor, e ficarei feliz em levá-lo de volta à luz do sol. Estou feliz em ir para lá, porque acredito que a maioria das pessoas é essencialmente boa. Sei que eu sou.
É quanto a você que não tenho tanta certeza".
(KING, Stephen - Posfácio - Escuridão Total Sem Estrelas)

Cláu Trigo!

2 comentários:

  1. Olá Cláu!
    Eu adorei esse livro! Acho incrivel a forma como King cria terror com elementos reais. Fiquei impressionada com o Gigante no Volante e Um Bom Casamento!
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! NOS SIGA E PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  2. oi, tudo bom?
    adorei a resenha sempre tive vontade de ler este livro, já li uns livros de King e sei que ele escreve muito bem.
    Beijos,
    Arthur.

    ResponderExcluir