Menu

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Lugares Escuros, Opinião Obscura!


"Tirei um dos pés de sob o lençol, mas não consegui alcançar o chão. Acho que estou deprimida. Acho que tenho estado deprimida há uns vinte quatro anos. Posso sentir uma versão melhor de mim em algum lugar lá dentro - escondida atrás do fígado ou presa a um pedaço de baço dentro do meu corpo mirrado, infantil -, uma Libby que me diz para levantar, fazer algo, crescer, seguir em frente. Mas a maldade normalmente vence."


Mais um livro de Gillian Flynn para a lista. E aí vem a "sessão reclamação"! Achei o livro bem aquém do esperado. Já tinha lido "Garota Exemplar", e achei bem normal, dentro do esperado. "Lugares Escuros", da Editora Intrínseca, me aborreceu um bocado. Eu tenho um certo problema nas minhas leituras: fico sempre esperando que o autor se supere ou, pelo menos, mantenha o mesmo índice de qualidade. Na maior parte da vezes,  me decepciono! E dessa vez não foi diferente.
Achei o livro monótono, chato, sem graça. Faltou ação, dúvidas, suspense.
A história tinha muito material para acontecer, mas a impressão que tive era que a autora tava com um pouco de preguiça de pensar e deixar a história mais consistente.
O livro conta a história de Libby Day, uma criança que viu a mãe e as irmãs serem assassinadas. A tragédia ficou conhecida como o Sacrifício Satânico de Kinnkee. A menina escapou, correndo em direção à neve congelante do rigoroso inverno do Kansas, e ficou famosa ao dar um depoimento afirmando que Ben, o irmão de quinze anos, era o assassino. Vinte e quatro anos depois, Ben está na cadeia e a problemática Libby vive com o pouco dinheiro que sobrou de uma poupança criada por doadores que há muito se esqueceram dela.
Justamente quando se dá conta de que não tem mais como se manter, Libby é procurada por integrantes de uma sinistra sociedade secreta obcecada por crimes e mistérios famosos, o Kill Club. Eles acreditam na inocência de Ben e querem pressioná-la para conseguir evidências que comprovem suas suposições. Libby então se dá conta de que pode continuar lucrando com sua trágica história e vai em busca de pessoas do seu passado para conseguir informações sobre a noite de 02 de janeiro de 1985, a fim de vendê-las ao Kill Club. Ela pensa até mesmo em admitir que seu depoimento poderia estar equivocado.
Enquanto a investigação de Libby a leva de boates de striptease decadentes no Missouri a cidades turísticas abandonadas em Oklahoma, peça por peça, a verdade é reconstituída, e Libby se descobre de volta ao começo - fugindo de um assassino.
Tem material para uma história bem mais intrigante do que o apresentado. Ficou devendo!

Cláudia Trigo

4 comentários:

  1. Achei bem fraquinho também. Gostei muito do Objetos cortantes, mas o Lugares escuros e o Garota exemplar não me convenceram não...

    ResponderExcluir
  2. Achei bem fraquinho também. Gostei muito do Objetos cortantes, mas o Lugares escuros e o Garota exemplar não me convenceram não...

    ResponderExcluir
  3. Oi, Cláudia!
    Ah, uma pena você não ter curtido :/ É bem comum mesmo autores terem tudo para desenvolver uma boa história e se perderem. Mas gostei bastante do enredo, é muito interessante. Espero gostar.

    Beijo
    Sofia - Lendo de Tudo

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Que pena que não gostou, olivro parece ser muito bom, pretendo ver o filme primeiro e se eu curtir partir para a leitura :)
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - SORTEIOS NO BLOG! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir