Menu

terça-feira, 1 de março de 2016

Mais uma Distopia Juvenil? Acho Que Não!


" - Não importa por que você está aqui, não importa por que qualquer um de nós está aqui, você nunca está presa ao destino. Nunca está amarrada. Você faz suas escolhas, Kira, e não deve nunca deixar que roubem isso de você."

Fazia muito tempo que esse livro estava na minha pilha de leituras, e também fazia muito tempo que não lia distopias. Estava com saudades. E acho que escolhi o livro certo para voltar nesse gênero que tanto gosto.
Partials, do estadunidense Dan Wells, Editora iD, é uma distopia para os fãs de Jogos Vorazes e Divergente, para os fãs dos clássicos como 1984 e Fahrenheit 451, e para quem quer entrar neste gênero, ou para quem quer algo um pouco diferente.
O livro se passa no final do século XXI. A população foi reduzida a 40 mil habitantes aglomerados em Long Island. Isso é devido à guerra entre humanos e Partials - seres criados em laboratório idênticos aos humanos - que liberam o vírus RM, no qual dizima quase toda a população.
Eles vivem sobre vigilância 24 horas por dia e não podem sair da ilha, pois irão ser mortos pelos Partials ou pela Voz - grupos que vivem fora de Long Island, formado por humanos que se rebelaram contra o governo e que não concordam com as atitudes tomadas pelos governadores.
Porém, o maior problema dos humanos é que depois da guerra dos Partials, eles não conseguem mais se reproduzirem. Todo bebê que nasce morre depois de três, quatro dias. Na tentativa de sobreviver, o Senado cria a Lei da Esperança, que obriga cada moça que chegar aos 18 anos a engravidar. Se ela não tiver um parceiro pode se designado um para ela ou a partir de inseminação artificial. E esse é um dos motivos para a Voz atacar o Senado.
Além de todos os problemas já existentes, aparece mais um: o Senado pretende diminuir a Lei da Esperança para 16 anos. E é nesse mundo que vive nossa personagem principal: Kira, uma estudante de medicina de 16 anos.
E é com ela que as coisas começam a mudar. Por ela ser muito inteligente mas também muito curiosa, ela não aguenta mais ver bebês morrendo a todo instante e não acredita que a diminuição na idade para engravidar irá ajudar muito as coisas.
É a partir disso que ela tem uma ideia talvez um pouco louca, e que tem pouca chance do Senado concordar: ela pretende capturar um Partial no continente para estudar seu metabolismo, pois eles são os únicos imunes ao vírus RM. Ela acaba conseguindo convencer alguns de seus amigos a irem com ela ao continente e a ajudarem.
Também faz parte de uma trilogia, tendo seu segundo livro já lançado aqui no Brasil: Fragmentos. Tem seus dilemas adolescentes, porém discute assuntos pouco tratados nos livros, particularmente os distópicos. Temas como estupro, liberdade civil e autoritarismo.
Um deles me chamou muita a atenção. Em um certo momento, um dos personagens faz a seguinte indagação: 'porque um rapaz de 17/18 anos pode ser um comandante e é considerado adulto, e as moças com 16 anos que são forçadas a engravidar não são consideradas adultas?' A idade, principalmente nos tempos de hoje, não representa a sua maturidade. Temos muito adultos que não tem postura de tal, e "jovens" (talvez só na idade) que são muito mais adultos do que alguns que vemos por aí. É uma coisa a se pensar!
Comprei Partials num sebo por não ter encontrado nenhum outro que me chamou a atenção. Mas que bom que não achei outro, pois esse foi uma grata surpresa e nos mostra que temos bons tesouros escondidos por ai. E que muitas vezes a gente nem conhece...

Espero que tenham gostado e boa leitura!
Carol!!!

54 comentários:

  1. Olá gostei da resenha, ainda não conhecia o livro , mais confesso que fiquei bem curiosa e com muita vontade de ler !

    Beijos
    http://bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou.
      Só comprei ele também pois vi ele num sebo, se não nunca iria conhecer...
      Vale muito a leitura!
      Bjss

      Excluir
  2. Adorei a forma como você escreveu essa resenha, a começar pelo título que deixa o leitor ainda mais curioso para saber a sua opinião. Bom, sempre quis ler esse livro, e espero poder ter a oportunidade de ler em algum momento. São tantos livros em nossa lista rsrs Beijos, Fê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado!
      Quando conseguir ler, passe aqui e comente o que achou, okay?
      Muitos livros e a cada dia a lista só cresce mais. Te entendo, rsrs.
      Bjss

      Excluir
  3. Eu AMO distopias! Sobre o que você disse dos jovens serem mais adultos do que os próprios adultos me lembrou The 100. Nem preciso dizer que amei a resenha e já está na minha wishlist, ne?

    Virando Amor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então somos duas, rsrs.
      Nossa, agora que você citou The 100, pensei e realmente parecem muito neste aspecto. Amo a série!
      Que bom que gostou. Fico muito feliz!
      Espero que leia e goste tanto quanto eu.
      Bjss

      Excluir
  4. Olá.
    Eu tenho esse livro e estou louca pra ler. Estou com ótimas expectativas, visto que aborda um tema que eu amo que é a distopia. Agora lendo sua resenha me deixou ainda mais curiosa para saber da história. Espero gostar assim como você gostou.
    Beijos!
    www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Quando tiver um tempo, leia sim. Acho que você vai gostar demais. Espero que aprecie a leitura tanto quanto eu.
      Bjss

      Excluir
  5. Oi, Carol. Gostei muito desse universo trazido em Partials. Li poucas distopias até hoje e nenhuma nesse estilo tipo Divergente e Jogos Vorazes, nada de guerra e luta pela sobrevivência e coisas do tipo. Na verdade li um sim que vai nessa linha, que foi o Sombras do Medo da Camila Pelegrini.
    Enfim, achei bem interessante a coisa toda, tratar de assuntos como estupro, liberdade civil... e é verdade, tem jovens aí que tem a cabeça muitas vezes mais maduras que muita gente mais velha.
    Tb ficaria preocupada com o lance de baixar a idade das meninas, mas é uma coisa a se pensar, sei lá, já que a população está em risco.
    Bem interessante o tema, abre um leque imenso de tópicos a serem discutidos.
    Bj
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bianca!
      Acho que quem gosta de distopias vai gostar desse mundo.
      Esse livro eu não conheço, mas vou dar uma procurada.
      São assuntos bem pesados se você for ver e muito importantes também. Em relação aos jovens, foi uma das características que mais gostei no livro, pois muitas pessoas e livros também sempre tratam os jovens/adolescentes como se fossem crianças, e nem sempre é assim...
      Não concordo em baixar a idade, mesmo o mundo estando em risco... Acho que tem outras opções.
      Bjss

      Excluir
  6. Oie. Amei essa parte do início: " - Não importa por que você está aqui, não importa por que qualquer um de nós está aqui, você nunca está presa ao destino. Nunca está amarrada. Você faz suas escolhas, Kira, e não deve nunca deixar que roubem isso de você."
    Gostei bastante do enredo mas não conheço muito o gênero de distopia, li só um até hoje e não gostei muito, mas quero dar outra chance.
    Isso do vírus criado em laboratório me lembra um pouco o livro zoo, que eu gostei muito. Muito triste os bebês morrerem depois de três ou quatro dias.
    Espero ter a oportunidade de ler esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      É muito boa, não?
      Realmente as distopias são um pouco difícil de agradar a todos, mas imagino que se ler o livro certo, a gente consegue gosta. Esse por sinal é um bom livro para dar mais uma chance para o gênero!
      Não conheço o livro, vou dar uma procurada.
      Espero que goste.
      Bjss

      Excluir
  7. Oi Carol,
    Amo distopias e livros apocalípticos, gostei do enredo desse livro, apesar de achar terrível que a população tenha sido tão dizimada e que tenham chegado a esse ponto para se reproduzirem. Porém isso é o que torna o diferencial entre as distopias, o modo como o autor nos mostra a crua realidade se algo assim acontecesse. Vou procurar esse livro, obrigada pela dica.


    Boas leituras.
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elisandra!
      Também adoro distopias.
      Pois é, mas acredito que não seria muito difícil chegarmos a esse ponto...
      Espero que goste!

      Excluir
  8. Oie!

    O quote de abertura já me deixou instigada, sabe?! E adorei tudo o que li na sua resenha. Não costumo muito ler distopia, mas essa obra me despertou interesse, talvez por mostrar a realidade. Gostei muito da dica e fiquei bastante curiosa para conhecer o desenrolar da trama.

    Beijos,
    Dai | www.cheirodelivronacional.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Ele é muito bom mesmo. Fico feliz que tenha gostado.
      Acho que é um livro que conseguiria agradar vários tipos de leitores.
      Espero que goste da leitura.
      Bjss!

      Excluir
  9. Ola, quando li que a Lei da Esperança reduziu para 16 anos, pensei meu Deus são meninas que terão que engravidar, só esse fato já me chamou atenção, adoro distopias, não conhecia esse livro e já está em minha lista de leituras. beijos e ótima indicação

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Sim, é surpreendente esse fato, mas também esmagador e horrível ter que pensar em algo parecido.
      Espero que goste da leitura.
      Bjss

      Excluir
  10. Oi, gostei do jeito que você chamou para a resenha... rs Original! Ainda não conhecia o livro e embora eu não leia muito distopias, mas tenho a impressão que esta aqui irá me viciar. Espero conferir em breve!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Muito obrigada.
      É uma boa dica de leitura para quem gosta de distopias e para quem não é tão fã.
      Bjss

      Excluir
  11. Olá!
    Sempre tive muita curiosidade dobre essa trilogia, mas nunca havia lido uma resenha dela.
    Gostei muito de saber que o livro aborda esses temas, são bens originais, eu nunca os vi em uma distopia.
    Achei sua resenha bastante instigante e fiquei bem curiosa. Espero ler em breve.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Também nunca tinha lido uma distopia que trata-se de temas tão perturbadores e difíceis como esses.
      Fico muito feliz que tenha gostado.
      Bjss

      Excluir
  12. Oi *---*

    Morro de vontade de ler esse livro, sou fanzona de Distopias, e essa sempre me chamou atenção, imagina a terra ser reduzida a 40mil habitantes morando numa ilha o.O Apesar de você falar que fãs de JV e DV irão gostar, não vejo semelhança além do gênero, graças a Deus, chega de imitações né.

    Bjos

    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Sim, é até difícil de se imaginar.
      Acho que os fãs de JV e Dv irão gostar mais por mim, rsrsrs, que gosto das duas trilogias e amei esse livro. Porém acho ele um pouco mais pesado do que as outras duas, na minha opinião.
      Porém nisso você tá certa: também não aguento mais semelhanças entre as distopias, apesar de não achar imitações...
      Bjss

      Excluir
  13. Oi
    Adoro essas distopias meio politicas, que vão além daquela fórmula que conhecemos.
    Esse livro está na minhas lista de leitura há tempos, pois minha parceira de blog tinha lido e sou só elogios.
    Gostei das suas observações. Espero ler em breve.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Sim, esse livro é um pouco diferente dessas fórmulas que conquistam todo mundo. Neste não temos casos de romance, nem personagens de fácil conquista.
      Tomara que goste tanto quanto eu e sua parceira. Ela tem bom gosto, rsrs.
      Bjss

      Excluir
  14. Olha já faz muito tempo que conheço esse livro e até pensei em compra-lo para ler, mas eu pensei que além da distopia que eu acho ótimo, eu pensei que abordava coisa como zumbis e coisas sanguinárias e pelo visto estava completamente enganada sobre a obra O.o Eu sinceramente lendo sua resenha adorei, até porque isso das mulheres engravidar cedo e ainda os que tem a doença não poder se aproximar dos humanos UAU, fiquei assim de boca aberta. Não sei, acho que teria que ler pra entender a estória mesmo, mas achei interessante tudo que tu contou e sinceramente apesar de simples e direta sua resenha, ficou ótima.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-paixao-de-primavera.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrsrs, acho que você se confundiu um pouquinho... Relaxa, não tem nada disso. Se tivesse, eu também não gostaria muito.
      Sim, é muito triste e horrendo, se você bem me entende. Eu tentei imaginar isso no mundo e vi que não precisaria de mundo para acontecer.
      Com certeza, só lendo para entender tudo, pois é difícil trazer tudo sem dar nenhum spoiler e acabar com a leitura.
      Que bom que gostou!
      Bjss

      Excluir
  15. Olá,
    Não conhecia o livro, mas ainda bem que você deu a chance quando viu no Sebo. Achei super interessante do livro tratar de assuntos como estupro, liberdade civil.
    Sobre a diminuição da idade das meninas, é bem preocupante. Mas se a população está em risco. Enfim, gostei bastante da sua resenha e vou procurar para ler.
    beijos
    Conchego das Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Foi mais no momento de não ter achado nenhum outro, mas olha no que deu: um livro ótimo!
      Assuntos difíceis e sérios.
      Foi o que mais me irritou, a diminuição. E em nenhum momento eu concordo com isso...
      Bjss

      Excluir
  16. Olá, tudo bem?
    Ótima resenha, esse livro eu já tinha visto resenha em algum canal literário e me interessei bastante. Agora que li a sua resenha fiquei ainda mais interessado, pois amo distopias e estou precisando ler alguma que seja muito boa. Se eu não estou enganado tem uma continuação desse livro acho que se chama Fragmentos, vou anotar na minha listinha e já quero resenha do próximo livro.
    Seguindo o blog, bjão. <3

    http://carpediemliterariobr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Muito obrigada.
      Acho que para quem gosta de distopias vai gostar dessa, ainda mais que ela é um pouco diferente das mais conhecidas.
      Sim, chama isso mesmo. Preciso ainda comprar, mas com certeza vou ler e vai ter resenha.
      Bjss

      Excluir
  17. Oii, tudo bem?
    Eu estou com esse livro parado aqui em casa já faz um tempo, eu comecei a leitura do livro, porém ela não fluiu e eu acabei o abandonando. Porém depois de ler a sua resenha, pretendo dar outra chance a historia, pois parece que ela é realmente ótima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Porque??? Rsrsrs, você precisa continuar. Acho que dando uma segunda chance você vai gostar mais da leitura.
      Bjss

      Excluir
  18. Oi Carol,
    Gostei muito da trama que o livro traz. O modo como o governo tentou resolver a situação da infertilidade impondo as jovens a experiência nada agradável de uma gestação já fadada a um resultado traumático. O fato da protagonista ser estudante de medicina traz um elemento a mais para lutar por sua causa. Fiquei bastante curiosa em como a história se desenrola. Para mim o único fato negativo é ser uma trilogia, mas pretendo ler algum dia.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tammy!
      É bem interessante.
      É horrível, na minha opinião. Com certeza, pois ela tem um conhecimento maior para saber o que está passando e para tentar algo mais também.
      Mas algumas vezes você nem percebe que é uma trilogia... Espero que goste!
      Bjss

      Excluir
  19. Oiii Carol,

    Acredita que eu nunca tive um achado desse?
    Não sou fã de distopias, as obras não me chamam muito atenção e não consigo me prender no enredo. O engraçado é que eu AMO ler as resenhas para tais.
    Achei o enredo bem completo e bem escrito uma vez que ele trata de temas tão pesados né? Fiquei curiosa por isso. Espero que o segundo seja muito bom e que te agrade!

    Beijnhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana!
      Que pena... Mas também foi minha primeira vez que isso aconteceu comigo.
      Rsrsrs, que engraçado.
      Foi o que eu disse, é até difícil falar sobre esses temas, pois tenho muito medo que algo parecido acontecer de verdade. E não acho muito difícil...
      Estamos na torcida pelo segundo ser tão bom.
      Bjss

      Excluir
  20. Meu. Deus. Fiquei mesmo interessado!! :) Adoro distopias (THG, Divergente,...) Sou viciado no género! E esta parece uma história fantástica!! Vai já para a wishlist! E, sendo pos-apocaliptico e com seres criados por humanos que acabm por controla-los, acentua a minha vontade de ler a obra!! Que fantástico! :) Ainda bem que gostou...

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos dois então!
      O livro é bem surpreendente e diferente. Acho que você vai gostar já que gosta do gênero.
      Bjss

      Excluir
  21. Oi, tudo bem?
    Não costumo ler distopias, é um gênero interessante e que tem boas histórias que agradam, mas confesso que não é meu gênero favorito, sabe? Mas fiquei animada com sua resenha, parece ser uma história bem interessante de acompanhar e a protagonista parece ser bem determinada, adoo protagonistas assim, mas por enquanto deixo a dica passar.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Realmente é um gênero um pouco difícil de agradar a todos.
      A protagonista é muito boa. Uma das melhores que já vi em livros. Adorei ela.
      Bjss

      Excluir
  22. Oi! Eu não tinha me interessado por esse livro, embora adore uma boa distopia. Havia entendido por outras resenhas que o contexto era "mais do mesmo". Mas agora me arrependo (rs). Parece ser um bom livro e gostei dos questionamentos que são feitos. Por isso, anotei a dica e pretendo ler, mesmo com dilemas adolescentes no decorrer da obra – algo que tem me cansado.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      O pior é que não. Pelo contrário, ele é bem diferente do que estamos mais acostumadas.
      Mas os dilemas apresentados no livro nem são tão adolescentes cheio de frescuras... Também estou meio cansada disso, rsrs. É algo mais importante e que muitas vezes a gente também questiona ou já questionou. Por isso achei ele diferente e muito bom!
      Bjss

      Excluir
  23. Olá, tudo bom?

    Faz muito tempo que quero ler esse livro, mas nunca tive oportunidades. Isso pois eu quase nunca acho para comprar e, quando acho, o preço está muito alto para o meu bolso no momento :( Recebi diversas recomendações positivas e, depois dessa postagem, realmente devo ler o livro.

    É bem interessante essa discussão de maturidade. Realmente, como uma idade pode condizer com maturidade? Conheço muitas pessoas que chegaram aos 20 anos e ainda possuem a cebeça de uma criança e muitos adolescentes de 15 que já se parecem com adultos. Isso realmente não dá para se medir, vai de cada pessoa. Acho legal ter uma idade base, como o nosso 18 anos, para ser considerado adulto, já que muitos pensam que nessa idade muitos já amadureceram .-. hahaha

    Enfim, obrigada pela dica ;)

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Isso é verdade. É um livro difícil de achar e meio carinho... Só comprei pois estava num sebo e o preço estava valendo.
      Sempre digo isso. Idade nem sempre quer dizer muta coisa.
      De nada. Espero que consiga comprá-lo e ao ler gostar ;)

      Bjss

      Excluir
  24. Pelo menos a garota tem a opção de escolher entre um parceiro qualquer ou inseminação. Já pensou você ser obrigada a se relacionar com alguém que nunca viu na vida e que foi escolhido para apenas te engravidar?
    O livro parece ter um enredo muito interessante ainda mais porque se trata sobre estupro, liberdade civil e autoritarismo, gosto quando os livros são divertido, mas também gosto quando levantam esse tipo de tema mais sério.
    Eu li divergente e com ele aprendi a nunca se apegar a um personagem é por isso que tenho muito medo de ler distopia, mas esse me deu aquela vontade muito grande de quebrar minha regra de nunca ler uma distopia que tem a possibilidade de todos os personagens que eu gosto morrerem ausuahs

    Blog
    Blog Miih e o Mundo Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Porém a gente vê casos assim no livro e é muito triste. Mas mesmo assim ela ainda não concorda, porque querendo ou não, ela está sendo forçada a engravidar...
      E os assuntos são muito bem tratados no livro, ainda mais por serem temas tão difíceis.
      Te entendo. Li Convergente e sei o que você tá dizendo, rsrsrs. Realmente dá aquele medo, porém acho isso o interessante dos livros e das distopias: nunca saber o que vai encontrar e ainda deixarem a gente super curioso, mesmo tendo aquele medo...
      Bjss

      Excluir
  25. Oiee ^^
    Acho que já tinha visto a capa desse livro antes, mas ainda não sabia do que ele se tratava. Como amo distopias, ele já foi pra listinha...hehe' saber que a história é tão boa e que você gostou tanto (e que me parece ser tão original!) me deixou doida para ler, mas eu acho que não leria, porque ouvi dizer que a editora ID não está mais publicando livros, e o terceiro dessa série ficou sem ser lançado aqui *-* É uma pena :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!!
      Rsrsrs, e nossas listas sempre aumentado.
      Pois é. Isso que me entristeceu. Quando comprei nem lembrei que ela não estava mais publicando. Pelo menos o segundo eles publicaram. Em relação ao terceiro não sei o que fazer... Pois não leio livros em inglês e duvido muito que alguma outra editora publique, então fica difícil. Infelizmente.
      Mas acho que deve dar uma chance, mesmo com esse problemão, rsrs.
      Bjss

      Excluir
  26. Olá!

    Gosto muuuuito de distópias, e há algum tempo esse livro esta na minha estante, mas pelo fato de a editora ter ido à falência é difícil encontrar-lo, e quando encontramos o preço está pela hora da morte rsrs. Eu gostei muito da proposta desse livro, e muitos que já leram assim como você os relaciona a Jogos Vorazes e Divergente, como amo essas duas distópias, já sei que irei gostar muito de Partials.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Sim, o problema é esse. Além de não ser fácil de ser encontrado e ser meio caro, a editora faliu, o que torna a publicação do terceiro livro.
      Acho que vai gostar mesmo. Eu gosto das duas e adorei essa.
      Bjss

      Excluir
  27. Parece-me um livro muito girooo! Acabei de seguir o seu blog!
    Boa resenha! :)
    - Banal Girl
    http://the-banal-girl.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é muito bom! Muito obrigada, uma seguidora de Portugal!!!! Rsrsrs.
      Bjss

      Excluir