Menu

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Muito Prazer, Lisa Gardner!



"A noite também era hora dos velhos terrores e de novos medos. Um vasto repertório subconsciente com todo tipo de maldade que já havia sofrido. Alguns acordam chorando. Alguns acordam gritando. E outros acordam prontos para entrar em combate. Lutar ou fugir. Nem todos nasceram para fugir."

Livro bem gorducho, 480 páginas, "Viva Para Contar", de Lisa Gardner, Editora Novo Conceito, foi devorado em apenas quatro dias.
Não conhecia nada da autora, apesar de ter mais um livro dela na estante "Sangue na Neve", - que é um problema na minha vida, mas falo sobre isso outra hora -, e ambos estarem estacionados há anos, esta semana "Viva Para Contar" desencantou, e foi uma grande estréia.
O livro conta três histórias paralelas, mas que vão se encaixando durante a narrativa e se encaixam perfeitamente no final.
Em uma noite quente de verão, em um bairro de classe média de Boston, um crime inimaginável foi cometido: quatro membros de uma mesma família foram brutalmente assassinados. O pai - e possível suspeito - agora está internado na UTI de um hospital, entre a vida e a morte. Ninguém sabe se foi um caso de assassinato seguido por tentativa de suicídio, ou algo muito pior, e bem distante de ser descoberto. D. D. Warren, investigadora veterana do departamento de polícia, tem certeza de uma coisa: há mais elementos neste caso do que indica o exame preliminar.
Danielle Burton é uma sobrevivente, uma enfermeira dedicada cujo propósito na vida é ajudar crianças internadas na ala psiquiátrica de um hospital. Mas ela é ainda assombrada por uma tragédia familiar que destruiu sua vida no passado.
Victoria Oliver, uma dedicada mãe de família, tem dificuldades para lembrar exatamente o que é uma vida normal. Mas fará qualquer coisa para garantir que seu filho consiga ter uma infância tranquila.
A vida dessas três mulheres se desdobra e se conectam de maneiras inesperadas.
Adorei a escrita de Lisa, que flui muito bem e nos prende do começo ao fim.
A história é bem elaborada e quando acaba, deixa aquele gosto de quero mais em nós.
Recomendo!

Cláu Trigo!

Um comentário:

  1. Nossa, Cláudia, eu adorei a resenha e também o livro. Que eu me lembre ainda não li nenhum livro que tenham três histórias paralelas que no final se completa, isso me chamou muito a minha atenção no livro. O trecho que você coloca em destaque no início da resenha e completamente convidativo. Quero muito conhecer o livro. Achei bem interessante. Com certeza, vou colocar o livro na minha lista de livro para ver este ano. Obrigado pela dica.

    http://meuniversolb.wixsite.com/meuniverso



    ResponderExcluir