Menu

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Viagem de Louco: Dias Perfeitos


"Lógico, ele não faria nada daquilo. Não era um assassino. Não era um monstro. Quando criança, passava noites sem dormir, as mãos tremulas diante dos olhos, tentando desvendar os próprios pensamentos. Sentia-se um monstro. Não gostava de ninguém, não nutria nenhum afeto para sentir saudades: simplesmente vivia. Pessoas apareciam e ele era obrigado a conviver com elas. Pior: era obrigado a gostar delas, mostrar afeto. Não importava sua indiferença desde que a encenação parecesse legítima, o que tornava tudo mais fácil."

Que doido esse livro! 
"Dias Perfeitos" do Raphael Montes, Editora Companhia das Letras, é absurdamente doido... No meio do livro tive um insight e pensei: "se for o que eu tô pensando, vou matar o Raphael pessoalmente, porque isso vai dar merda", e continuei. E realmente, as coisas não caminharam como eu imaginei, e TUDO deu certo no final, rsrsrs.
Falando sério agora, Raphael já mostrou a que veio, cada livro é uma surpresa. Meu queridinho ainda continua sendo "Suicidas", mas esse valeu minhas horas de dedicação, porque sim, é leitura de um dia só, porque não dá para parar.
O livro conta a história de Téo, um solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e examinar cadáveres nas aulas de anatomia. Durante uma festa, ele conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se uma roteirista de cinema. Ela está escrevendo um road movie sobre três amigas que viajam em busca de novas experiências.
Obcecado por Clarice, Téo se aproxima da moça de forma doentia e então nossa aventura começa. 
O livro é alucinante. Você ora compreende Téo, ora detesta. Ama Clarice, logo em seguida quer matá-la. É doido os sentimentos.
Gostei demais do livro.
Recomendo.

Cláu Trigo

28 comentários:

  1. Hahaha adorei a sua postagem. Quando eu li esse livro pensei a mesma coisa que você. É uma história muito louca, mas que consegue envolver a gente rapidinho.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi falar muitas coisas sobre este livro e sobre a escrita do autor e quero conhecer através deste livro.
    Fiquei curiosa com essa doidera que você cita.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oie, assim como você o meu queridinho também é suicidas, mas esse livro é bacana e me senti assim como você, hora odiando um personagem, hora gostando e ainda hoje em dia não sei se me agrada tanto o final, mas é um enredo super criativo.

    ResponderExcluir
  4. Ola gostei da temática do livro, e pelo visto a escrita da autora é surpreendente, já estou curiosa com o rumo da história e o final que lhe agradou. Ainda não li nada da autora pretendo começar com esse livro. Dica super anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, primeiro quero dizer que ri bastante com o comecinho do seu post kkkkk
    Eu não conhecia o livro mas pelo pouco que você falou sobre ele eu consegui perceber que o doido nessa história é a obsessão do Teo por ela. Pelos seus comentários sobre a obra eu digo que estou bem curiosa.

    ResponderExcluir
  6. Olá amoreca tudo bem¿
    Geralmente os livros da CdL são bem reflexivos ou como você disse doido rsrsrs.
    Muito bom saber que gostou do livro e melhor ainda que é um livro que dá vontade de ler sem parar.
    Beijokas!!!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá, Cláu.
    Fiquei mega curiosa pra saber porque esse livro é tão doido! Já tinha ouvido falar na obra e nos outros livros do autor, mas ainda não consegui ler este, nem nenhum dos seus livros.
    Se a leitura for tão eletrizante como você disse, sei que preciso desse livro urgentemente.

    Confissões de uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  8. Olá Cláu,
    Fico feliz que você tenha gostado desse livro.
    Eu li outro livro do autor, O Vilarejo, e gostei bastante da leitura, estou querendo me aventurar em outros livros dele e acho que vou começar com Dias Perfeitos e depois vou para Suicidas.
    Adorei saber que nosso sentimento em relação ao Téo muda, pois curto personagens ambíguos assim. Eu meio que imagino o que acontece, mas só lendo para saber e é o que farei!
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Olá.

    Eu já li varias resenhas positivas sobre essa obra e tenho muita vontade de ler. Aposto que o livro tem muito suspense e isso faz o leitor ficar estasiado. Fico feliz q vc tenha gostado do livro e que a leitura tenha sido ótima apesar de vc preferir o Suicidas. Estou curiosa e espero ler o livro em breve!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi linda. Tudo bem? O único livro que li do Raphael até o momento é o Dias Perfeitos e que eu achei brilhante e logo de cara me encantei pela escrita dele.
    Dias Perfeitos está na minha lista e eu estou mega curiosa com a leitura. Sua resenha me empolgou ainda mais.
    Bj

    ResponderExcluir
  12. Oie!
    Eu já li esse livro, e foi um dos melhores que já li do gênero. Inclusive foi o primeiro livro que li do autor, e fiquei encantada com a narrativa dele. Daquelas que quando começa não consegue parar mais. Muito bom.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  13. Oiee ^^
    Esse livro parece ser mesmo bem doidinho! Eu sou louca para ler as histórias do Raphael, só vejo coisas boas a respeito dos livros dele, e, mesmo não sendo fã do gênero, "Dias perfeitos" me interessa muito, a premissa é impressionante e muito original (no quesito nunca vi nada igual). Fico feliz em saber que você gostou do livro, nada como ter uma relação de amor e ódio com os personagens, né?
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  14. Olá
    Esse livro é o grande sucesso, recebeu até uma edição em inglês com comentário da escritora de "Iluminados" Eu tive já uma experiência com ele, eu li O vilarejo e percebo que ele tem uma ótima escrita que faz o leitor ficar preso ao livro. Quem bom que o livro não seguiu pelo caminho que você imagina, afinal eu não queira ver ele morto rsrs. Adorei as suas opiniões sobre o autor, ainda não li Suicidas, mas vou da uma pesquisada e quem sabe ler em breve. Até mais vê
    Bjks

    ResponderExcluir
  15. Falam muito bem dessa obra, eu não sabia do que se tratava até ler aqui. Isso do autor mexer com o leitor é ótimo, deve ser mesmo bem "doido" rs fiquei curiosa agora mesmo não sendo "meu gênero" preferido vou conferir.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá,

    Sempre gostei muito de obras que abordam personagens com problemas psicológicos e há um tempo estou querendo ler este livro, pois parece ser incrivelmente intrigante e cheio de surpresas. Gostei muito também do autor ser brasileiro e pelo que eu soube a obra foi lançada nos USA também. Após ler sua resenha fiquei ainda com mais vontade de ler a obra.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Estou com esse livro na estante faz um tempo, mas, como não estou acostumada com o estilo da história, sempre acabo passando outros para a frente dele na fila de leituras... seus comentários me deixaram curiosa, acho incrível quando o autor consegue mexer com o que pensamos dos personagens.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia ainda o autor do livro, mas depois desta resenha quero muito ler Dias Perfeitos. Fiquei curioso para ler também Suicidas. O escritor parece ser um bom autor. Adoro ler livro que me surpreende e parece que este é um deles. Estou morrendo de vontade de ler. Já vou procurar mais livros escritos pelo autor. Adorei a resenha, curta e objetiva. Obrigado pela dica.

    http://meuniversolb.wixsite.com/meuniverso

    ResponderExcluir
  19. Heey, tudo bem? Do autor eu li apenas o livro O Vilarejo, que achei muito bom! A escrita do Raphael é ótima e consegue envolver o leitor do início ao fim. Dias Perfeitos está nos meus desejados há muito tempo, mas agora lendo seu post lembrei do que me fez colocá-lo lá e coloquei nas metas, pretendo ler em breve. Gostei dos teus comentários!! Suicidas parece incrível, também!

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Eu tenho esse livro e não li até agora por pura preguiça. Acho mei odoido esse treco do machismo no livro, sabe? É bem perigoso escrever sobre um tema bem delicado mas pretendo o ler logo. òtima resneha, bjs e até mais.

    ResponderExcluir
  21. Gente, não conhecia esse livro, mas a breve descrição sobre o enredo e os comentários sobre sua experiência de leitura me deixaram bastante curiosa para saber mais sobre esses acontecimentos tão perturbadores. Fiquei com vontade de descobrir como se dará a relação entre esses dois personagens. Parece ser um livro ótimo mesmo.

    Beijos,
    Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir
  22. Oi Clau,
    não conhecia esse livro e nem o autor, mas a sua resenha me despertou bastante curiosidade. Vai para a lista de desejados hehe
    beijos

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Ainda não pude ler nada do autor, mas essa ideia do livro me parece ótima! Adoro road movies e acho que isso deve ter uma boa parte durante toda a narrativa, deixando tudo mais interessante :)
    Beijos!

    www.beyondbluedoors.com

    ResponderExcluir
  24. Oie.
    Do autor eu já li O Vilarejo e adorei. Esse livro já está na lista das minhas próximas leituras :)

    ResponderExcluir
  25. Olá, tudo bem ?
    Já vi várias resenhas desse livro e já vi ele várias vezes. Mas, nunca consegui ler. Suas expressões para definir a leitura realmente conseguiu me fazer querer ler o livro. Ainda nunca li nada dele. Espero que valha a pena.
    Beijos .

    ResponderExcluir
  26. Adoro esses livros que passam essa sensação na gente, confunde sentimentos, nos faz amar e desamar personagens. Nunca tinha ouvido falar desse livro, fiquei bem curiosa!

    ResponderExcluir
  27. Oi Cláu,
    já li tantos comentários positivos a respeito desse livro que sinceramente não entendo o porque de ainda não tê-lo lido. Amei seus comentários a respeito da obra, mas sem sombra de dúvidas, amei mais ainda a forma apaixonada e descontraída que utilizou para comentar, o livro sem sombra de dúvidas me chama a atenção, mas o fato dele ser tão bem avaliado por seus leitores, me deixa ainda mais desejosa dessa leitura.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  28. Oi Cláu, ainda não tive o prazer de ler algo do Raphael, apesar de ver resenhas muito boas a respeito de suas obras. Maravilhoso quando um autor que já conhecemos ainda assim consegue nos surpreender, sinal do talento dele.
    Bjs!

    ResponderExcluir