Menu

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Um Livro Sem Pretensão de Assustar, Mas Que Consegue! - Resenha Atrasada/Desafio


"O medo mortal é tão crucial para nossas vidas quanto o amor. Ele apela ao cerne de nosso ser e nos mostra quem somos. Você vai recuar e tapar os olhos? Quer saber o que existe lá ou prefere viver na ilusão sombria dentro da qual este mundo comercial insiste em nos manter trancados como lagartas cegas em um casulo eterno? Você vai se encolher com os olhos fechados e morrer? Ou consegue lutar para sair disso e voar?
(Stanislas Cordova - Rolling Stone, 29 de dezembro de 1977)"

As resenhas do final do mês passado e desse mês vão demorar um pouco para sair, pois estou sem tempo e muito cansada nos finais de semana por causa dos vestibulares, e como estudo de madrugada e é quando faço normalmente elas, então elas vão vir atrasada. Mas um dia elas chegarão!
E esse mês é para ter a resenha e a minha opinião sobre Harry Potter e a Criança Amaldiçoada - fiquem de olho!
Agora, voltando a resenha desse mês, como falar desse livro sem me exaltar e dar muitos spoilers? Difícil, porém necessário! Quando coloquei no começo do ano, "Filme Noturno", Editora Intrínseca, da Marisha Pessl, no meu desafio, não esperava nada do que encontrei ao ler.
A narrativa é muito ágil e composta por recordes de jornais, páginas de Internet, relatórios policiais e bilhetes manuscritos. Vou deixar o link do Google mostrando as fotos dentro, para vocês não terem que pesquisar. E a editora está de parabéns! Que trabalho magnífico eles fizeram com esse livro. É só clicar aqui.
Durante uma noite fria de outono, Ashley Cordova é encontrada morta em um armazém abandonado em Manhattan. Embora a polícia ache que ela se matou, o jornalista Scott McGrath acredita que exista algo a mais nessa história. Porém, tem mais coisa no meio do caso do que simplesmente um suicídio: Ashley é filha do famoso diretor de filmes de terror, Stanislas Cordova, um homem que não é visto em público há mais de 30 anos, e que no passado teve um papel trágico na vida de Scott.
Impulsionado por vingança e curiosidade - que por sinal, muitas pessoas tem um certo fanatismo por ele, por esse desconhecido - o jornalista é atraído para o horripilante e hipnótico mundo de Stanislas. Da última vez que chegou (ou tentou chegar) perto do diretor, McGrath perdeu o casamento e carreira. Dessa vez pode perder muito mais.
Sério, que maluquice essa história! Parece ser um simples livro de investigação, mas a autora consegue deixar o leitor com muito medo (imaginem eu, que sou cagona, com o medo multiplicado, rsrs). Ela cria uma atmosfera de suspense que eu nunca tinha visto em outro livro. Tem histórias de terror que tem como objetivo te deixar com medo, e muitos não chegam nem perto. Filme Noturno não tem essa pretensão, mas conseguiu me deixar sem dormir!
Além dessa boa construção do suspense pela autora, a escrita dela nos deixa a impressão de que realmente estamos assistindo a um filme. Pois ela é bem fluída e ela dá umas quebras na narrativa, muito usado em longa-metragens, principalmente os do gênero suspense e terror. Com o diferencial de nos deixar achando que o Cordova existe de verdade. Muitas vezes você tem que parar a leitura e se lembrar que aquilo é tudo ficção.
Por causa de todos esse aspectos e vários outros que não dá para citar, só lendo para entender, esse seria um livro que facilmente daria para adaptar para as telonas. Talvez virasse um filme mais longo, ou tivesse que ter uma continuidade, um segundo filme - mas daria muito certo.
Quando acabei de ler, o final não tinha me agradado muito, porém depois eu parei para pensar e faz total sentido. Talvez não seja O final que o leitor espere, mas acho que ela terminou do melhor jeito possível. E como eu adoro ver críticas em tudo que eu leio, ainda digo que é uma crítica a esse mundo da fama e do que se cria envolta dele.
Os personagens são bem construídos e talvez você não se apegue no começo (até por volta da metade do livro) pelo McGrath, mas depois dá muita dó dele. Os outros dois personagens que irão aparecer e serão muitíssimo importante, o Hopper e a Nora também, são personagens bem interessantes. Eu particularmente gostei bastante da Nora. Já o Hopper te deixa com uma interrogação pairando durante toda a leitura. Outras presenças importante, mas que não aparecerão fisicamente é o Stanislas e a sua filha, Ashley - apesar de não vermos eles em nenhum momento, a presença deles ao serem citados ou somente por causa da atmosfera, torna eles tão principais quanto os já citados. E posso dizer que esses dois dão medo, viu!
Apesar de suas 620 páginas, a leitura flui muito rápido e te prende de um jeito que poucos escritores conseguem fazer. Digo facilmente que esse livro entrou nas minhas leituras favoritas do ano e se a autora um dia publicar algo novo e que chegue aqui no Brasil, com certeza vou ler.
Ela tem um outro livro já traduzido mais antigo que esse, que se chama "Tópicos Especiais em Física das Calamidades". Não sei se esse em particular eu tenho vontade de ler, até porque as críticas já são um pouco mais negativas e o nome não chama muito a atenção. Não é nada acadêmico, pela sinopse, mas não sei... Tenho como prova de que o título não é nada por causa do "A Solidão dos Números Primos", que é um livro muito bom!!! Mas esse nem mesmo a sinopse não me interessou muito.
Uma ÓTIMA indicação para quem gosta desse tipo de história e posso dizer sem nenhum medo que ela vai te pegar desprevenido e te deixar com um "medinho". Talvez vocês não durmam à noite com tanta facilidade...
" - Iblis no islamismo - sussurrou. - Mara no budismo. Set no antigo Egito. Satanás nas civilizações ocidentais. Quando você dedica tempo a estudar história, se surpreende com quão universalmente aceito ele é de fato."
Até a próxima e boa leitura!
Carol!!!

20 comentários:

  1. Olá
    Esse livro não faz o meu estilo, por isso não pretendo ler, pelo menos é o que digo inicialmente. De qualquer maneira, gostei bastante de poder ler seus comentários a respeito e em relação ao suspense, ao qual chamou a minha atenção sim. Normalmente, esses livros sempre pegam a gente desprevenidos né:?!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Ainda não conhecia o livro e fiquei bem interessada. Só de você falar que o personagem só conquista depois da metade do livro, já estou curiosa pra saber se irá acontecer a mesma coisa comigo.
    Amei a dica.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, sorte nos vestibulares! Esse tipo de livro não faz muito o meu estilo, mas gostei de sua resenha e vou indicar para vários amigos que gostam muito desse estilo. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá!! :)

    Eu não conhecia e ate me interessei um pouquinho, ainda que não muito, devo dizer...!!! :) ahah

    Talvez seja desses que não querem ficar com o "medinho"... hehe talvez... Bem, mas e ótimo que as personagens estão bem construídas, ainda que talvez não sejam muito cativantes de inicio..! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  5. Oiii!!
    Não conhecia esse livro. Eu sou igual a vc rs sou muito cagona, em um nível, que da até vergonha as vezes kkkk. Mesmo assim, fiquei bem intriga com esse livro. Primeiro o pai da Ashley está desaparecido há 30 anos, ai sua filha aparece morta... Vixi, tem algo de uma errado nessa família. Gostei da sua resenha, bem sincera.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi. Essa fase de vestibulares é realmente complicada, boa sorte.
    Eu também sou cagona, mas estou tentando ler alguns livros de terror mais leves porque algumas estórias me fascinam. Adoro livros que tratam de investigação e suspense e, pela sua resenha, parece ser um livro que eu vou gostar.

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Adoro um bom suspense e apesar de sempre fugir de livros que dão medo fiquei muito animada com esse pois parece ser uma trama complexa mas muito bem desenvolvida que prende o leitor. Sua resenha já me deixou intrigada com os mistérios que rondam a família Cordova, principalmente em relação ao pai que parece ser a fonte de tudo. Vou levar a sua dica a sério e espero gostar tanto quanto você da leitura.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  8. Olá Carol,
    Wow, acho que ando precisando de um livro assim, já que a maioria de terror que leio não consegue me assustar. Imagino que um livro que não foi criado com essa função consiga.
    Adoro essa questão de motivação de vingança e sede por buscá-la, acho fascinante quando isso é trabalhado nas obras.
    Legal saber que, mesmo o livro sendo longo a leitura é fluída.
    Dica anotada e espero ficar sem dormir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Carol, tudo bem?
    Um dos meus gêneros preferidos é o suspense e apesar de nunca ter ouvido falar desse livro antes, preciso confessar que fiquei muito curiosa com a sua premissa e essa ideia da narrativa da autora ser feita como se estivéssemos vendo um filme mesmo. Estou ansiosa para descobrir como o jornalista tem relação com o diretor, adorei a sua resenha e espero ler o livro um dia.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  10. Oi, Carol!
    Eu amo suspense, então sou meio suspeita pra falar, mas esse livro parece ser muito interessante. Eu adorei essa coisa de envolver cinema e que o livro parece ser realmente um filme. Eu gostaria muito de uma oportunidade para ler esse livro, já vou anotar na lista. Quem sabe uma alma caridosa me dê o livro de presente de Natal? Amei sua resenha!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu sempre gostei de livros de suspense, e isso que esse livro nos dá medo sem querer me chamou muito a atenção, porque realmente quando não esperamos isso a surpresa é muito grande. Vou anotar na minha lista de aquisições!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Enredos policiais são comigo mesmo, e é uma pena que eu não tenha lido este ainda.
    Vinganças sempre dão bons enredos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Fiquei bem intrigada pelo fato de a obra ser composta por recortes de jornal e tudo mais que você citou. Fui verificar o link das imagens que deixou e estou bem intrigada e entendi porque você a diz como desafio.
    Não sou acostumada a ler enredos policiais, mas estou tentando variar minhas leituras e, portanto, anotei a dica.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Eu não tinha lido nada sobre esse livro ainda e fiquei animada com sua resenha, embora eu não leia histórias assim com frequência. Bom, eu achei a premissa bem curiosa e gostei de saber que a narrativa é composta por recortes de jornais, bilhetes, etc, pois eu acho algo interessante em livros. E lendo sua resenha deu para perceber que foi tudo muito bem desenvolvido e traz personagens bons. Enfim, confesso que sou meio medrosa, mas fiquei bem curiosa mesmo.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  15. Oi,

    Não leria o livro, pois o enredo não me agradou e a narrativa por recortes de jornais e bilhetes.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi, como está?
    A tua resenha me deixou curiosa a níveis absurdos com esse livro que com certeza é leitura de primeira!
    Trama de suspense envolvendo um diretor de cinema obscuro, crime e jornalismo investigativo além do livro causar um certo medo? Estou absolutamente dentro!
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Ola, que livro fascinante,adoro obras que nos trás cartas,recortes e etc,faz você se sentir muito mais ligada a histloria,como se ela realmente tivesse acontecido de verdade,digo que o número de páginas me assustou mas quando um livro é bom , quanto mais páginas melhor
    Espero morrer de medo assim como você

    ResponderExcluir
  18. Um livro que não tem a pretensão de assustar, mas que assusta...promissor! Vou te falar que nunca li sequer uma resenha desse livro, a sua me deixou muito curiosa. Cliquei no link que vc botou que nos direciona para as imagens do livro...caraca, que maneiro! A Intrínseca arrasa quando quer! Hahahaha
    Apesar de você falar que é uma leitura bem fluida, fiquei meio receosa em relação ao número de páginas. Meu tempo pra ler anda escasso e um livro longo assim é mais complicado pra mim. Meua livros das Crônicas de Gelo e Fogo estão encalhados pelo mesmo motivo. Mas certamente lerei no futuro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Esse livro tá na minha lista de futuras compras a vários meses, adoro a proposta dele, a edição, já vi muita coisa boa a respeito dele. Não sou muito fã de comparar autores, mas quando folheei o livro, achei a escrita bem no estilo do King e foi o que faltou para eu topar o suspense, mesmo não sendo meu gênero preferido. Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  20. Nossa, que livro mais interessante!!! Gosto muito de livros de suspense/terror, e saber que mesmo não tendo essa pretensão o livro te deixou com medo multiplicou minha curiosidade com a leitura. Agora estou louca para ler Filme Noturno! Sua resenha ficou ótima!!
    Beijos

    ResponderExcluir