Menu

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Orgulho e Preconceito

Orgulho e Preconceito

"Você me interpreta mal, minha querida. Tenho o mais alto respeito pelos seus nervos. Eles são meus velhos amigos. Ouço-a mencioná-los com consideração pelo menos nos últimos vinte anos."

Já estou vendo eu sendo xingada por não ter gostado de um clássico aclamado por todos. Mas é a vida, e às vezes acontece de nem sempre gostarmos de uma histórias que todos amam. E, nesse caso, o livro em questão é "Orgulho e Preconceito", da Jane Austen, Editora Landmark.
Essa edição está muito boa e tenho um bom texto de início falando um pouco da autora, do livro e da importância dele para a época. Mesmo assim, não consegui gostar da história... Tive vários problemas com ela. Acho que todo mundo já conhece a história, mas irei fazer uma breve sinopse dela e depois digo o porque não gostei tanto.

"O romance retrata a relação entre Elizabeth Bennet (Lizzy) e Fitzwilliam Darcy na Inglaterra rural do século XVIII. Lizzy possui outras quatro irmãs, nenhuma delas casadas, o que Sra. Bennet, mãe de Lizzy, considera um absurdo. Quando Sr. Bingley, jovem bem sucedido, aluga uma mansão próxima da casa dos Bennet, Sra. Bennet vê nele um possível marido para uma de suas filhas. De fato, ele parece se interessar bastante por Jane, sua filha mais velha, logo no primeiro baile em que ele, as irmãs e o Sr. Darcy, seu amigo, comparecem. Enquanto Sr. Bingley é visto com bons olhos por todos, Sr. Darcy, por seu jeito frio, é mal falado. Lizzy, em particular, desgosta imensamente dele, por ele ter ferido seu orgulho na primeira vez em que se encontram. A recíproca não é verdadeira. Mesmo com uma má primeira impressão, Darcy realmente se encanta por Lizzy, sem que ela saiba do fato. A partir daí o livro mostra a evolução do relacionamento entre eles e os que os rodeiam, procurando apresentar também, desse modo, a sociedade do final do século XVIII." (Sinopse retirada do Skoob)
Um dos problemas que tive - pela primeira vez - foi ter assistido o filme de 2005. Normalmente não tenho problemas em saber a história antes de ler, mas dessa vez me enrolei toda. Primeiro que me ajudou a demorar mais do que o esperado para acabar ele, e segundo que, para mim, o longa é um pouco melhor que o livro.
Achei os personagens bem medianos e a história MUITO devagar. Não consegui me apegar a nenhum e percebi que não sirvo para romances históricos. Porém, tenho um problema maior que talvez deixem vocês um pouco irritados comigo: não gostei do Mr. Darcy e não consigo entender porque todo mundo AMA ele. Achei ele muito chato e insuportável - e depois vem com uma desculpa que desde o começo estava apaixonado por ela e toda aquela besteira do final. Ela eu até consigo aguentar, mas ele não dá...
Eu entendo o livro ser importante para a época, e a Jane Austen ser essa figura literária tão singular, mas infelizmente esse não funcionou comigo. Agora só espero que quando conseguir ler "Jane Eyre", eu goste mais do que esse, pois são mais ou menos da mesma época - e eu gostei mais do filme e da história do que esse.
Espero que vocês me entendam e não fiquem falando mal de mim e essas coisas, porque esse que é o legal das artes, temos opiniões diferentes e mesmo assim ficamos todos em paz!

Até a próxima e boa leitura!
Carol!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário