Menu

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

BookHaul - Dezembro/2015


Dezembro sempre tem muitos livros. Sabendo que no Natal ganharemos muitos outros, resolvemos dividir em duas partes. Esse BookHaul, que será dos livros comprados até o meio do mês, e depois faremos outro com os presentes de Natal! 'Bora' começar logo que isso está grande...

1. O Livro dos Personagens de Harry Potter - Jody Revenson - Record
SÉRIO!!! Vocês não fazem ideia do quão feliz fiquei ao ganhar esse livro de formatura. Já li e como os outros livros desse estilo, é claro que recomendo para todo fã ou quem quer conhecer um pouco mais a série.
Tem informações e curiosidades muito legais e desconhecidas até o momento, além de ,ser muito bonito.






2. Simplesmente Acontece - Cecelia Ahern - Ed. Novo Conceito
Tenho todos os livros dela, e gosto muito de sua escrita. Esse é o único que ainda não li, porém, já assisti o filme e gostei demais, então já foi para a lista de leituras.







3. A Lista Negra - Jennifer Brown - Ed. Gutenberg
Fazia muito tempo que estava querendo esse livro. Vi muita gente falando dele e sempre que víamos, estava muito caro. Felizmente existe a Amazon nas nossas vidas.








4. Indo Longe Demais - Tina Seskis - Ed. Record
Queria dar esse livro para minha mãe desde o Natal do ano passado, mas o preço não estava muito bom. No entanto, a Amazon novamente estava com preços ótimos, incluindo esse.
Para ela não ficar muito ansiosa, deixei ela ganhar esse antes do Natal.






5. Sangue na Neve - Jo Nesbo - Ed. Record
Não sabíamos que existia esse livro, até que um dia estávamos andando pela Saraiva e encontramos ele. Mas estava um absurdo de caro... Então fizemos o que? Compramos ele na Amazon. Simples assim. (Amazon, salvando, de novo! nossas vidas).







6. Como Eu Era Antes de Você - Jojo Moyes - Ed. Intrínseca
Eu li A Última Carta de Amor dela e minha mãe leu A Garota Que Você Deixou Para Trás. Como vai sair filme desse livro, decidimos comprar para ler antes da estréia.







7. A Espada do Verão - Rick Riordan - Ed. Intrínseca
Vou ser sincera, estou bem ansiosa em ler essa nova série do Rick. Mitologia nórdica com um herói bem interessante, além de ter visto boas críticas.









8. Apenas Um Ano - Gayle Forman - Ed. Novo Conceito
Apesar de só ter lido Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi (e amado), já comprei todos os livros da Gayle. Só na espera para serem tão bons.








9. Box Mazer Runner - James Dashner - Ed. V&R
Assisti o primeiro filme e gostei bastante da ideia. Quero assistir o próximo e mais ainda, quero ler. Meu irmão está no último livro e está adorando, então estou bem esperançosa.








10. A Aposta - Rachel Dyken - Ed. Suma de Letras
Ganhei esse de presente. Não sei muito o que esperar dele. Alguém já leu? O que acharam?








11. Para Todos Os Garotos Que Já Amei - Jenny Han - Ed. Intrínseca
Vi muitas críticas positivas e tem uma ideia muito boa. Bem ansiosa por esse.










12. O Guardião do Tempo - Mitch Albom - Ed. Arqueiro
Ganhei esse da minha amiga e parece ser muito legal. Ela me deu falando que lembrou do filme Donnie Darko, filme o qual amo <3
Vamos ver...







13. Box Harry Potter - J. K. Rowling - Ed. Rocco
O melhor presente. Também ganhei de formatura e estou mega feliz. Agora vou ter que reler a série, rsrsrsrs, e achar um espacinho no meu quarto <3 <3 <3






Muitos livros, não? Só tem coisa boa e linda!!!! Já leram alguns desses?
Carol Trigo!!!

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Não Fuja do Vilarejo


"Pela sua contagem, saiu de casa há sessenta e um dias, mas é possível que esteja errado. Não acredita ter suportado tanto tempo. Sabe que desmaiou em alguns momentos durante a jornada; a fome e a sede o convidam a se render. A sanidade foi perdida pelo caminho, enterrada sob a grossa camada de gelo que cresce a cada nevasca."

O que dizer de Raphael Montes? Talentoso, criativo, macabro? Acho que me faltaria adjetivos. E "O Vilarejo", da Editora Suma de Letras, ele se superou. Tive o prazer de conhecê-lo numa noite de autógrafos (lançamento desse livro), na Livraria Cultura da Avenida Paulista, e é uma grande figura. Tão genial quanto seus livros.
Já tinha me apaixonado antes por "Suicidas", que de tão bom virou peça teatral - Roleta Russa! E agora esta grata surpresa dos contos arrepiante de "O Vilarejo", que traz histórias arrepiantes dos nossos maiores demônios (luxúria, ira, ganância...), de um vilarejo que sumiu do mapa, se perdeu no passado, mas que permaneceu registrado em um caderno com ilustrações macabras; e por falar em ilustrações, o livro conta com as ilustrações do talentoso Marcelo Damm, que por sinal, estão de perder o sono, muito pertinente com o enredo. Uma dupla que foi muito feliz.
Os contos podem ser lidos aleatoriamente, da maneira que o leitor preferir - eu primeiramente li na sequencia - agora vou tentar de outras formas para ver se tenho uma outra perspectiva do enredo. Conto para vocês num outro momento!
É uma leitura bem rápida, mas deliciosamente assustadora!

Cláudia Trigo

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Scarpetta e o Post Mortem

"Era desnecessário dar mais detalhes. Assim que tirei o fone do gancho reconheci a voz do sargento Marino e entendi tudo. Creio que já sabia, desde o momento em que o telefone tocou. As pessoas que acreditam em lobisomem temem a lua cheia. Eu sentia pavor do período entre meia-noite e três da manhã, quando a sexta-feira se transforma em sábado e a cidade está inconsciente."

Meu primeiro livro da Patricia Cornwell, "Post Mortem", Editora Paralela, fazia alguns anos que estava parado na estante. Já tinha ouvido inúmeras recomendações dele, mas acabava ficando sempre para depois.
Acabei separando-o para um desafio que começamos no começo de 2015 (Desafio Literário - Skoob), e aqui estamos, na reta final.
"Post Mortem" é um daqueles livros que você começa e fica difícil parar. Ele tem ritmo, tem tensão, tem fim inusitado. Ele é o primeiro da série Scarpetta - já comprei os dois seguintes: "Corpo de Delito" e "Restos Mortais". 
O livro conta a história de um assassino metódico, disciplinado, desumano: mata por prazer. As pistas até ele se perdem pelas ruas.
A dra. Kay Scarpetta, médica-legista, examina as vítimas, mulheres que não podem lhe dizer nada a não ser pelos vestígios que trazem no corpo. E no corpo delas há um brilho produzido por alguma substância química. Ela precisa descobrir logo, se quiser evitar a próxima vítima. E precisa aprender a conviver com o fato de que, apesar de usar em suas autópsias os recursos mais avançados da ciência e da tecnologia, esse aparato se destina a desvendar mentes tão perturbadas quanto impenetráveis.
Em outro plano, precisa ainda lidar com a hipótese de que alguém muito próximo quer destruir sua carreira e está sabotando a investigação dos crimes.
É uma boa história para quem quer ler um thriller complexo, cheio de caminhos sinuosos.
Não deveria ter ficado tanto tempo na minha estante esperando!
Mas agora que foi lido, os outros da coleção NÃO ficarão tanto tempo esperando. CERTEZA!
Se ainda não conhecem, vale a pena. Patricia Cornwell escreve adoravelmente bem, prende, envolve!

Cláu Trigo

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Mais Do Que Um Bom Suspense, Uma Perfeita Crítica!


Stigmata, de 1999 (Diretor: Rupert Wainwright; Atores: Gabriel Byrne, Patricia Arquette), é muito mais do que um bom filme de suspense, ele é uma feroz crítica à Igreja e seus representantes.
Não importa se é cristão, judeu, muçulmano, budista ou hinduísta. Se acredita ou não em Deus. Tanto esse filme quanto a Salmo 21, que assistimos alguns meses atrás, criticam alguns representantes que usam de forma errada a religião ou o nome de Deus
São filmes com uma diferença de onze anos, mas que tem o mesmo objetivo, e que infelizmente, se encaixam em qualquer época - por esse lado, percebemos que o tempo passa, mas que pensamentos arcaicos continuam os mesmos!
Padres, cardeais e bispos não deveriam se utilizar de crenças que milhares de pessoas acreditam fielmente e que realmente  as ajudam a sobreviverem para ganhar com a boa fé de seus cristãos, para passarem mensagens totalmente contrárias em nome de seus próprios interesses pessoais.
Indo um pouco mais profundo, porém mudando um pouco de assunto, tocarei num ponto que me chamou muita a minha atenção: a cor vermelha representada.
Vários filmes usam uma determinada cor para representar algo ou passar uma mensagem. Entre eles A Lista de Schindler, O Fabuloso Destino de Amélie Poulain e O Sexto Sentido. 
Em Stigmata, quase todas as cenas, senão em todas, a cor vermelha aparece de algum modo, principalmente nas cenas da personagem de Patricia Arquette e do Vaticano.
Vermelho é usado na maioria das vezes para representar desejo, amor, por ser uma cor quente. Mas neste caso acho que vai um pouco além, até porque não faz tanto sentido ser usado com esses propósitos.
Para a Igreja o vermelho é usado no Domingo de ramos e na Sexta-feira Santa; no domingo de Pentecostes, nas celebrações da Paixão do Senhor, nas festas dos Apóstolos e Evangelistas (com exceção de São João), e nas celebrações dos Santos Mártires. Simboliza as línguas de fogo em Pentecostes e o sangue derramado por Cristo e pelos mártires, além de indicar a caridade inflamante. Não sei realmente qual o motivo, se é esse ou algum outro. Se alguém souber, me socorram!
Procurei bastante para ver se alguém tinha falado sobre esse tema e, especificamente, esse filme, porém não achei muita coisa. O melhor que achei foi de um site chamado Symbolon, que explica um pouco mais o filme e fala bem rapidamente sobre isso. E como não não conheço muito sobre o assunto, não poderei ir mais profundo do que isso. Mas se alguém tiver uma explicação ou uma suposição, comentem aí embaixo que ficarei muito feliz em ler.
É dessas coisas que o olhar de estrangeiro consiste. É ter um olhar diferenciado, fugindo do convencional, do cotidiano, do óbvio.
Então fica a dica: para quem quer ver um bom filme de suspense, vale a pena os dois filmes citados anteriormente. Para quem quiser um olhar mais aprofundado, mais crítico, e disposição para loucura tentando achar explicações e respostas, então são novamente boas dicas.
Digam o que acharam e já tinham reparado nesses detalhes. E alguém já assistiu o filme Samo 21? É MUITO BOM!

Até a próxima e bom filme!
Carol Trigo!!!

sábado, 5 de dezembro de 2015

BookHaul - Novembro/2015


O ano está acabando, porém o número de livros continua a crescer aqui em casa...
Esse mês focamos mais em autores um pouco desconhecidos (talvez?!), claro que com algumas exceções, como vocês verão agora.

1. Sal - Leticia Wierzchowski - Ed. Intrínseca
Esse nasceu de uma promoção da Submarino (ei, Submarino, e o nosso "kit de agradecimento" que ainda não recebemos?). Estamos bastante otimistas que valeu a pena.








2. Holocausto Brasileiro - Daniela Arbex - Geração Editorial
Não é muito comum comprarmos livros-reportagens, apesar de termos vários. No entanto, esse pareceu super interessante, mas só compramos ele físico  (em uma super promoção, de novo, da Submarino!) depois de ter lido em e-book. E, como já esperávamos, é ótimo!
Se vocês quiserem resenha dele, podemos fazer. É só pedirem.





3. Um Hotel Na Esquina do Tempo - Jamie Ford - Ed. Agir
Como vocês irão perceber, esse mês, todas as compras foram feitas em promoções da Submarino... E esse foi mais um que parece ser muito bom e estava muito barato!








4. As Memórias do Livro - Geraldine Brooks - Ed. Ediouro
Para quem gosta de livros e histórias de guerras, vão gostar desse livro. Precisa de mais alguma coisa?








5. Cartas de Amor Aos Mortos - Ava Dellaira - Ed. Seguinte
Esse talvez seja o livro mais conhecido desse BookHaul, e já ouvimos muitas críticas positivas e negativas. Já falaram que lembra As Vantagens de Ser Invisível, que nós adoramos... Só lendo para sabermos!
Vocês gostaram?







6. O Guardião de Memórias - Kim Edwards - Ed. Arqueiro
Mais um drama para a nossa lista PEQUENA de leitura...









7. A Casa Assombrada - John Boyne - Ed. Cia da Letras
Talvez não seja o livro mais conhecido do autor, porém, é o mais diferente do que normalmente ele escreve, e teve boas críticas. Agora é ver se ele sabe escrever terror/suspense tão bem quanto livros de drama/guerra (Ex.: O Menino do Pijama Listrado).









Perceberam que esse mês não compramos nenhum policial, né? ISSO É SURPREENDENTE!!
Se já leram algum desses, deixem seu comentário falando se gostou ou não ;)

Carol e Cláudia Trigo